Seguidores

sábado, 21 de janeiro de 2012

Crenças e Convicções Vitais português/espanhol

 

Creencias y

Convicciones Vitales
Por

Antônio Roberto Soares

Psicólogo


Encerrando esta série de artigos sobre Desenvolvimento Comportamental, reservamos para você as 20 (vinte) conclusões que poderão ser matéria de profunda reflexão, e cuja real compreensão poderá levar algum tempo, pelo que recomendamos que as leia mais vezes. Medite sobre elas!

Cerrando esta serie de artículos sobre Desenvolvimiento Comportamental, reservamos para usted las 20 (veinte) conclusiones que pudieron ser materia de profunda reflexión, y cuya real comprensión pudiera llevar algún tiempo, por lo que recomendamos que las lea más veces. ¡Medite sobre ellas!

1 - Cremos que o homem é uno com o mundo e que viver é testemunhar no seu estar presente esta ligação com o universo deixando com que a vida flua livremente.

1 – Creemos que el hombre es uno con el mundo y que vivir es testimoniar en su estar presente esta unión con el universo dejando que la vida fluya libremente.

2 - Cremos que o homem é responsável pela sua vida e nada lhe acontece que não tenha sua participação ativa.

2- Creemos que el hombre es responsable por su vida y nada le ocurre que no tenga su participación activa.

3 - Cremos que o crescimento do mundo é fruto das transformações interiores de cada pessoa e que essas transformações influenciam o exterior.

3 – Creemos que el crecimiento del mundo es fruto de las transformaciones interiores de cada persona y que esas transformaciones influyen al exterior.

4 - Cremos que o trabalho é o modo do homem estabelecer e testemunhar a sua participação e que o trabalho não vale pelo que as outras pessoas achem dele, nem pelo seu lucro, mas pela intensidade, dedicação e gosto com que ele é feito.

4 – Creemos que el trabajo es el modo del que el hombre establezca y testimonie su participación y que el trabajo no vale por lo que las otras personas piensen de el, ni por su lucro, sino por la intensidad, dedicación y el gusto con que el es hecho.

5 - Cremos que a vida humana é múltipla em manifestação, mas uma só em essência.

5 – Creemos que la vida humana es múltiple en manifestación, pero una sola en esencia.

6 - Cremos que crescer é fazer em níveis cada vez maiores a ligação entre os contrários.

6 – Creemos que crecer es hacer en niveles cada vez mayores la unión entre los contrarios.

7 - Cremos que a família, menos que um conjunto de obrigações, é um laboratório de treinamento na "operacionalização do amor", uma experiência comum das diferenças individuais. É na diferença que se situam o crescimento e o amor.

7 – Creemos que la familia, menos que un conjunto de obligaciones, es un laboratorio de entrenamiento en la “operación del amor”, una experiencia común de las diferencias individuales. Es en la diferencia que se sitúan el crecimiento y el amor.

8 - Cremos que as pessoas não são coisas e portanto não são propriedade de ninguém.

8 – Creemos que las personas no son cosas y por tanto no son propiedad de nadie.

9 - Cremos que o dinheiro é um meio, um instrumento do viver e não um fim na vida.

9 – Creemos que el dinero es un medio, un instrumento del vivir y no un fin en la vida.

10 - Cremos que o tempo não existe como força fora de nós, mas que o tempo somos nós mesmos em movi-mento, em transitoriedade, que a segurança não existe a não ser como aceitação da insegurança básica da pessoa humana. Que o amor, a bondade, a verdade e a ternura devem ser cultivados não por imposição moral, mas por que fazem parte da leis naturais do mundo.

10 – Creemos que el tiempo no existe como fuerza fuera de nosotros, sino que el tiempo somos nosotros mismos en movi-miento, en transitoriedad, que la seguridad no existe a no ser como aceptación de la inseguridad básica de la persona humana. Que el amor, la bondad, la verdad y la ternura deben ser cultivados no por imposición moral, sino porque forman parte de las leyes naturales del mundo.

11 - Cremos que estamos na vida apenas para louvar a gratuidade, a simplicidade, o imprevisto. Que a vida só vive de improviso, no rascunho. Que nenhum de nós é o todo, mas apenas uma parte. Que a alma é um pedaço do nosso corpo e que o nosso corpo é um pedaço da nossa alma.

11 – Creemos que estamos en la vida apenas para loar la gratuidad, la simplicidad, lo imprevisto. Que la vida sólo vive de improviso, en el esbozo. Que ninguno de nosotros es el todo, sino apenas una parte. Que el alma es un pedazo de nuestro cuerpo y que nuestro cuerpo es un pedazo de nuestra alma.

12 - Cremos que até nisso as pessoas são iguais: cada uma é diferente. Que somos crianças, adultos e velhos ao mesmo tempo. Que viver é juntar diariamente o separado e separar diariamente aquilo que está junto.

12 – Creemos que hasta en eso las personas son iguales: cada una es diferente. Que somos niños, adultos y viejos al mismo tiempo. Que vivir es juntar diariamente lo separado y separar diariamente aquello que está junto.

13 - Cremos que para aprender a nadar temos que aprender a mergulhar, que para aprender a ganhar, temos que aprender a perder, que para aprender a viver temos que aprender a morrer, que aprender a sentir prazer, temos que aprender a sentir dor, que para aprender a saber, temos que a aprender a não saber.

13 – Creemos que para aprender a nadar tenemos que aprender a sumergirnos, que para aprender a ganar, tenemos que aprender a perder, que para aprender a sentir placer, tenemos que aprender a no saber.

14 - Cremos que ser diferente é ser livre, que o passado e o futuro são importantes como referências da nossa vida e não como determinantes dela. Que existem o conhecido, o desconhecido e o incognocível. Que o vazio faz parte do mundo e é onde recebemos o mundo. Que jamais teremos segurança total, inteligência total, pre-sença total, saúde total, potência total.

14 – Creemos que ser diferente es ser libre, que el pasado y el futuro son importantes como referencias de nuestra vida y no como determinantes de ella. Que existen el conocimiento, el desconocimiento y lo incognoscible. Que el vacío forma parte del mundo y es donde recibimos al mundo. Que jamás tendremos seguridad total, inteligencia total, pre-sencia total, potencia total.

15 - Cremos que a nossa força vem da consciência de nossa fraqueza, que a nossa coragem, vem da consciência do nosso medo. Que enfrentar as coisas, vem da consciência da nossa fuga. Que a nossa alegria vem da consciência da nossa depressão e que a nossa esperança vem da consciência do nosso desespero.

15 – Creemos que nuestra fuerza viene de la conciencia de nuestra flaqueza, que nuestro coraje, viene de la conciencia de nuestro miedo. Que enfrentar las cosas, viene de la conciencia de nuestra depresión y que nuestra esperanza viene de la conciencia de nuestra desesperación.

16 - Cremos se após a morte não existir nada, este nada é uma forma de existir. Que nós somos bons, verdadei-ros, honestos, livres e sábios por natureza, embora as vezes sejamos maus, falsos, desonestos, presos e ignorantes. Que o mal não existe em si mesmo, é apenas uma ausência.

16 – Creemos que si después de la muerte no existe nada, este nada es una forma de existir. Que nosotros somos buenos, verdaderos, honestos, libres y sabios por naturaleza, aunque a veces seamos malos, falsos, deshonestos, presos e ignorantes. Que el mal no existe en sí mismo, es apenas una ausencia.

17 - Cremos que somos apenas um canal de manifestação da vida. Que lutar contra é uma forma de onipotência, é querer parar o fluxo harmônico da natureza.

17 – Creemos que somos apenas un canal de manifestación de la vida. Que luchar en contra es una forma de omnipotencia, es querer parar el flujo armónico de la naturaleza.

18 - Cremos que mestre é aquele que aprende, não aquele que ensina. Que a autoridade vem dos fatos e não das pessoas. Que não queremos, não podemos e nem devemos ter qualquer compromisso com o sucesso. Que viver é apenas viver e não viver em função de alguma coisa. Que não estamos no mundo para viver pela nossa esposa, pelos nossos filhos, nem por alguém, mas apenas para vivermos com eles. Que o amor é quando somos bons e verdadeiros ao mesmo tempo.

18 – Creemos que maestro es aquel que aprende, no aquel que enseña. Que la autoridad viene de los hechos y no de las personas. Que no queremos, no podemos y no debemos tener cualquier compromiso con el éxito. Que vivir es apenas vivir y no vivir en función de alguna cosa. Que no estamos en el mundo para vivir por nuestra esposa, por los hijos, ni por nadie, sino apenas para vivir con ellos. Que el amor es cuando somos buenos y verdaderos al mismo tiempo.

19 - Cremos que nascemos para ser e não para ter. Que o amor é liberdade, que liberdade é o casamento entre o que queremos e aquilo que podemos, que a vida é um mistério e nós somos parte dele. Que ajudar alguém não é dizer a outro como ele tem de ser, é ajudá-lo a se ajudar, é ajudá-lo a não precisar de nós.

19 – Creemos que nacemos para ser y no para tener. Que el amor es libertad, que libertad es el casamiento entre lo que queremos y aquello que podemos, que la vida es un misterio y nosotros somos parte de el. Que ayudar a alguien no es decir a otro cómo él tiene que ser, es ayudarlo a ayudarse, es ayudarlo a no necesitar de nosotros.

20 - Cremos que sempre é possível arranjar uma desculpa para não nos divertirmos, para não sermos felizes. Que amar é ser inocente, acreditar nas outras pessoas como uma criança acredita em outra criança. Que inocência é ver uma gota de orvalho em uma flor, é ver o broto das árvores, é ver uma borboleta, é saudar o pôr do sol, é deixar uma lágrima correr livre, é sujar a roupa branca, é sujar as mãos na terra, é rir dos nossos limites, é beijar o ar, respirar uma música, é contar as estrelas, é desprevenir-se, é descer no "escorregador".

20 – Creemos que siempre es posible obtener una disculpa para no divertirnos, para no ser felices. Que amar es ser inocente, creer en las otras personas como un niño cree en otro niño. Que inocencia es ver una gota de rocío en una flor, es ver el brote de los árboles, es ver una mariposa, es saludar la puesta de sol, es dejar una lágrima correr libre, es ensuciar la ropa blanca, es ensuciar las manos en la tierra, es reírnos de nuestros límites, es besar el aire, respirar una música, es contar las estrellas, es desprevenirse, es descender en el “tobogán”.

PRECE

ORACIÓN

Meu Senhor, Sábio dos sábios,
Pai de toda a Criação,
Põe a doçura em meus lábios
E a fé no meu coração.

Mi Señor, Sabio de los sabios

Padre de toda la Creación,

Pon la dulzura en mis labios

Y fe en mi corazón.

Sol de amor que me conduz,
Na vida em que me agasalho,
Enche os meus olhos de luz
E as minhas mãos de trabalho.

Sol de amor que me conduce,

En la vida en que me recojo,

Llena mis ojos de luz

Y mis manos de trabajo.

Dá-me forças no caminho,
Para lutar e vencer,
Transformando todo espinho
Em flores do meu dever.

Dame fuerzas en el camino,

Para luchar y vencer,

Transformando todo espino

En flores de mi deber.

Pai, não te esqueças de mim,
Nas bênçãos da compaixão,
Guarda-me em Teu coração,
De paz e de amor sem fim.

Padre, no te olvides de mí,

En las bendiciones de la compasión,

Guárdame en Tú corazón,

De paz y de amor sin fin.

clip_image001[4]

Esta mensagem foi enviada à você

com as melhores vibrações

de paz e amor

Este mensaje fue enviado a usted

Con las mejores vibraciones

De paz y de amor

----------

Mensaje traducido por Isabel Porras-España-21.01.2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ADICIONE SEU COMENTÁRIO AQUI