Seguidores

sábado, 4 de setembro de 2010

CHECKPOINTS

"Seria um absurdo pretender, e além de tudo ensinar, que em todo este Universo fantástico e de limites incomensuráveis, Deus tivesse apenas UM filho. Os homens viveriam bem melhor se pudessem compreender que TODOS somos filhos de UM Único Pai e membros de uma só família. Tão filhos e por conseguinte tão irmãos, mesmo do pequeno porém inteligente vegetal que ornamenta o nosso vaso de plantas; da minúscula formiga que circula pela nossa cozinha; do pássaro que cruza o céu, e até mesmo do pequeno grão de pó levado pelo vento"

(Do nosso livro: No Paraíso das Coisas Estranhas - Ediouro 1987)

Sim, a vida é uma condição matemática espalhada por todo o Universo de Deus. E através de toda essa maravilhosa imensidão, os sóis são a dádiva da vida, onde e como quer que ela se manifeste. Tudo tem o seu tempo certo, tudo tem o seu ciclo evolutivo. De certa forma, eles são núcleos poderosos de miríades de átomos que neles orbitam - os sistemas planetários a eles agregados. E essas estrelas radiantes não fogem a uma Lei Inflexível: - nascimento, vida, apogeu e morte! Um eterno e imutável ciclo que forçosamente as civilizações também obedecem!

O nosso Sol está atualmente passando por graves transformações - graves e preocupantes transformações! As explosões atômicas na sua superfície se intensificam e, segundo os Cientistas, a tendência é que progressivamente elas aumentem, de intensidade vindo assim a acarretar enormes convulsões em todo o nosso Sistema Solar, as quais podem inclusive vir a exterminar a vida na Terra. Nas imagens acima, vemos uma comparação entre uma ejeção de massa coronal, verificada em dezembro de 2009 (à esquerda), e outra em 18 de janeiro de 2010. A NASA prevê que em 2012 existirá a possibilidade de uma gigantesca ejeção de massa coronal partir na direção dos planetas mais próximos, causando enorme e trágicas devastações no nosso mundo.

E isso não se trata de um fenômeno raro, uma vez que é algo recorrente e até mesmo periódico - sempre de acordo com certos ciclos - como se a Natureza quisesse proceder a uma depuração das suas espécies! Marte, por exemplo, um planeta muito próximo de nós, já teve seus rios, mares, florestas (foto), tendo perdido toda a sua atmosfera através de uma grande e desconhecida catástrofe, ocorrida em tempos imemoriais.....

.... Incluindo a total extinção das suas cidades, das suas populações! Hoje, as nossas sondas atestam os inegáveis vestígios das grandes cidades que outrora cobriam a sua superfície - hoje apenas ruínas patéticas, mergulhadas no mais sepulcral e no mais desolador silêncio.

E muito embora certos setores mais ortodoxos se recusem a reconhecer, quem sabe se isso também já não teria ocorrido aqui na nossa própria Terra em tempos muito recuados e esquecidos? Os vestígios de avançadas e sobretudo desconhecidas civilizações que nos precederam estão espalhados por todas as partes, bastando apenas e tão-somente que os nossos olhos se disponham a vê-los. Na foto acima, o Grande Canyon, nos EUA, onde tais vestígios verdadeiramente clamam em meio ao silêncio de um milenar deserto. Há formações piramidais, dificilmente naturais - como, por exemplo, a vista acima, sutilmente denominada Queóps - em homenagem a um antigo Faraó egípcio....

..... Pirâmides também cercadas por outras curiosas estruturas - tal como se fossem antigos monumentos, sepultados e recobertos por uma antiga e avassaladora fúria da Natureza - ou, quem sabe, por uma castigo divino! (FOTO: © Americasouthwest)

Recordemos que no distante ano de 1909 um minerador achou uma passagem nas entranhas montanhosa do Grand Canyon, a qual conduzia a uma imensa rede de túneis e galerias artificiais, tecnologicamente escavados na rocha bruta e deixadas por uma antiqüissima civilização PROTO-EGÍPCIA - ou seja, infinitamente anterior à Egípcia, porém, em relação a ela, dotada de certas espantosas semelhanças.... (IMAGEM: © Jack Andrews)

... E assim como essa ilustração nos mostra, contendo uma profusão de estranhas múmias e sarcófagos, além de painéis artísticos, hieróglifos desconhecidos, como também inusitados ARTEFATOS TECNOLÓGICOS....

..... Mas, tão logo a sensacional noticia se espalhou, inclusive noticiada pelos jornais da época, e de modo a abafar o assunto, os sábios do Smithsonian Institution - órgão máximo da Arqueologia Americana - intervieram e foram acusados de mandar dinamitar a entrada desse complexo, criminosamente sepultando assim as evidências daquela que seria uma das mais importantes descobertas arqueológicas da História - as chocantes evidências de que antigas e muito evoluídas civilizações nos precederam!

E quem sabe se aqui mesmo no Brasil não tenhamos muitas surpresas nesse sentido? Acima, você vê uma paisagem incrivelmente semelhante ao Grand Canyon. Trata-se do Canion de Guartelá, considerado um dos maiores canions das Américas, situado no Estado do Paraná, entre os municípios de Castro e Tibagi. Ali, também estranhas formações rochosas sobressaem, o que pode se tratar de uma mera coincidência....

..... Porém, ISTO não é coincidência: - a presença de inúmeras entradas para o interior da alta montanha que se ergue sobre o rio Iapó! elaboradas em pleno paredão escarpado, em local inacessível, evidentemente que não se trata de meras formações naturais - a mão de seres inteligentes esteve presente ali! Mas, quais seres inteligentes exatamente?....

Os vestígios de possíveis, colossais e antigos monumentos estão igualmente esculpidos nas rochas de Guartelá. Uma réplica perfeita do Grand Canyon dos EUA! E o quê exatamente haveria no interior dessas montanhas? Seriam também vestígios, Câmaras dos Registros de uma antiga e desconhecida civilização que esteve presente no nosso mais remoto passado? Tudo é mesmo possível!

CHECKPOINTS - pontos de checagem! Eles se acham presentes por todo este nosso pequeno planeta - e notadamente muitos deles aqui mesmo no Brasil - bem diante dos nossos olhos, muito embora ignorados! vestígios de uma avançada cultura, evidentemente dotada de uma alta tecnologia, a qual se dava ao luxo de trabalhar e moldar montanhas inteiras! Na Serra da Mantiqueira, entre os Estados de Minas Gerais e São Paulo, por exemplo, o chamado Pico do Itaguaré, local de freqüentes aparições de UFOs e situado no chamado "Corredor Bavic" - rotas geométricas de deslocamentos desses objetos - temos a colossal imagem de um "gigante deitado" - por sinal idêntico nos seus mínimos detalhes a um outro "gigante deitado", bem longe dali, formado por TODA a cadeia montanhosa da Cidade do Rio de Janeiro.....

Observe os impressionantes detalhes do rosto do tal "Gigante deitado de Itaguaré".....

.... E vamos agora rotacionar a imagem para a sua melhor visualização. Chocante, não? Repare no olho, nariz e boca. Você diria que isso seria uma mera obra da erosão? Claro que NÃO!

Já bem distante dali, e na Cidade do Rio de Janeiro, a estonteante beleza da paisagem da Baía de Guanabara esconde muitos segredos de um passado distante e esquecido. Segundo as velhas lendas indígenas e as antigas Tradições, a Cidade do Rio de Janeiro foi palco de dramáticos acontecimentos, cujas lembranças ainda hoje estão claramente estampadas. Acima, você vê o Morro do Pão de Açúcar, o qual ostenta um formato leonino, lembrando uma esfinge (inclusive com as suas garras que se aprofundam no mar), tendo estampada a imagem de um enorme pássaro que parece se elevar na direção do céu - a famosa ÍBIS. No topo, temos ainda uma outra insólita curiosidade..... (FOTO: © baixaki)

.... A qual é denominada "A Face do Faraó", aqui vista logo abaixo da estação do seu famoso teleférico.... (FOTO: © baixaki)

.... E nessa outra imagem mais aproximada, tomada por um Jornal local, na qual podemos distinguir os claros contornos dos seus olhos!.....

..... Comprove no correspondente negativo. Isso não pode se tratar de uma mera coincidência! Os detalhes são perfeitos em demasia.

E a chave de todo esse mistério está certamente contida em uma outra montanha, já nossa velha conhecida, situada alguns quilômetros adiante - a famosa Pedra da Gávea, a qual também ostenta um formato leonino, tendo no seu topo a colossal imagem de um severo rosto, repleta de cintas com desconhecidas inscrições!....

E nessa outra magistral foto, tomada por um dos nossos estimados visitantes, podemos discernir o prolongamento da Pedra da Gávea, já no sentido contrário ao mar. O que claramente reproduz a imagem de um SARCÓFAGO - inclusive tendo as mãos cruzadas ao peito!....

.... Examine no correspondente negativo.....

..... E surpreenda-se com a imagem devidamente rotacionada. O formato do rosto, assim como de todo o conjunto, são claros, evidentes. A inevitável pergunta que surge é: - COMO em tempos não registrados na nossa História, milhares de anos recuados em um passado remotíssimo e esquecido, montanhas inteiras poderiam ter sido moldadas com tamanha perfeição? QUAL tipo de tecnologia poderia ter permitido isso?

Curiosamente, todas essas montanhas formam um réplica do tal gigante deitado - ou quem sabe de um colossal sarcófago - cobrindo uma extensão de mais de 18 quilômetros na Cidade do Rio de Janeiro! Na extremidade esquerda, a "cabeça" do monumento, temos a Pedra da Gávea. Na outra extremidade, à direita, o Morro do Pão de Açúcar (o mesmo que ostenta a ìbis e o "Rosto do Faraó"). Aqueles que navegam no Oceano Atlântico, já na aproximação da Cidade, têm diante de si essa fantástica imagem, a qual desde muito tempo já chamara a atenção das pessoas mais observadoras. A ilustração acima tem uma idade de mais de 100 anos e está arquivada na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.

De Norte a Sul do Brasil, mesmo nas ilhas mais remotas e longínquas do seu território e em meio à vastidão do Atlântico, quem tem medo de confrontar a verdade?

Assim como em todo o mundo, todas as evidências são bastante claras - extremamente claras! Como, por exemplo, o fato que alguém usava botas há 440 milhões de anos atrás! Mas, QUEM? Essas pegadas fossilizadas foram encontradas em Antelope Springs, Utah, EUA, e são originárias daqueles recuados tempos - tempos os quais a nossa tão decantada civilização nem sequer sonhava em existir.....

..... Essa pegadas esmagaram um inseto que somente vivera naquela época (um trilobite, na foto) e, portanto, são absolutamente autênticas. Os contornos e as ranhuras da sola demonstram que se tratava de um artefato INDUSTRIALIZADO e não de uma simples e primitiva proteção para os pés.

As gritantes evidências existem, e somente não as enxergam aqueles que se recusam a vê-las - como também e principalmente aqueles que vergonhosamente as escondem! Advinda de um passado muito remoto, as lembranças perdidas de tecnologias muito mais antigas! Baterias - acumuladores de energia, muito semelhantes aos nossos modernos artefatos....

..... Onde milhões de anos se passaram e as entranhas das rochas nos revelam certas tecnologias que hoje nos são bastante familiares!....

.... Como também, lampadários extremamente poderosos, geradores de eletricidade, cabos de transmissão.....

.... Tudo muito semelhante - diríamos, porém, tudo muito mais avançado!....

..... Símbolos de eletricidade, energias talvez muito mais evoluídas do que a nossa, tudo velado através de um notável simbolismo - Tecnologia pura!....

.... Máquinas voadoras que cortavam os céus....

..... Representações de Wormholes, verdadeiros "stargates" para viajar no tempo, no espaço e nas infinitas dimensões.... Ciência de Vanguarda Pura!....

Máquinas potentes e desconhecidas que dormiram seu sono, soterradas sob os milênios da pré-história, as quais certos setores maldosamente interessados sempre mandam novamente soterrar, de modo a ocultar uma verdade que subverteria a Ciência e todos os conhecimentos humanos - uma revelação que seria chocante em demasia!

Nada mais pode ficar oculto! Podem tentar sufocar a verdade por todos os meios - mas quem poderá soterrar o mar e as suas esquecidas lembranças? (FOTO: theorionsconspiracy.com)

E quem poderá sufocar a natureza quando ela revela coisas fantásticas que dormiram intocadas no seu seio por milênios sem conta? (FOTO: theorionsconspiracy.com)

CHECKPOINTS, Pontos de Checagem - eles estão mesmo espalhados por todo o nosso misterioso planeta. E tal como numa carta de navegação aérea imaginária, devemos, apenas e tão-somente, percorrê-los - tocar em cada um deles, de modo a encontrar um destino desejado. Tudo é mesmo dado por empréstimo - um dia terá que ser devolvido. E não é mesmo verdade que as moradas temporais sempre nos protegem tão pouco? Maravilhosamente, ou quem sabe tristemente, constatamos, enfim, que nada mudou - tudo é cíclico, tudo se repete. O passado ressurge e nos acena, demonstrando assim que não há mesmo nada de novo sob o poderoso e radiante astro que há muitos milhões de anos nos concede a suprema dádiva da vida e nos ilumina!

Fonte: http://www.dominiosfantasticos.xpg.com.br/