Seguidores

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

EM NOME DE UMA TERRA MUITO PLANA

"Quem constrói, semeia, planta e espalha idéias é inspirado pelo Criador. Quem destrói, recorta, critica, age por conta do diabo"

(Robert Charroux - escritor e expoente do gênero Realismo Fantástico - perseguido e até mesmo expulso da França na sua época pelos prestidigitadores da verdade, avessos à verdade e inimigos do conhecimento humano)

Na imagem acima, uma mapa de navegação do século XVI, mostrando a Europa como "o centro do mundo", além de a Terra ser plana - como também os oceanos repletos de pavorosos monstros que "engoliam embarcações inteiras"! Evidentemente que se tratava de crenças errôneas, além de tudo supersticiosas. Era, porém, a limitada compreensão vigente na época, toldando a descoberta de novos horizontes e do progresso do conhecimento humano. (IMAGEM: Mapoteca do Itamaraty)

E essa era a crença vigente na época - que, por sinal, limitava amplamente amplitude do conhecimento humano: - pelo fato de a "Terra ser plana", qualquer embarcação que porventura atingisse a linha do horizonte cairia em um abismo atemorizante e sem fim. E por incrível que possa parecer, de certa forma, ainda hoje, em pleno Século XXI, existem os modernos adeptos da 'Terra plana" - isto é´aqueles que ferrenhamente se atêm a determinados conceitos, recusando-se a admitir tudo aquilo que se torna óbvio - recusando-se, enfim, sistematicamente a enxergarem certas coisas que além de amplamente divulgadas são até mesmo admitidas por diversas autoridades governamentais, mundiais e científicas.

Comecemos, então, pela Biologia. Os oceanos, que cobrem 71 por cento do nosso planeta, constantemente trazem à luz e revelam a existência de bizarros seres, não catalogados pelos tratados convencionais. Portanto, senhores céticos, revisem as suas superadas bibliografias, com as quais nos tentam nos afrontar. Essa criatura acima, recentemente descoberta, provou algo inusitado: - ela é metade animal e metade vegetal! Os Cientistas constataram que, pelo fato de ter absorvido os genes das algas com as quais se alimentava, ela adquiriu as propriedades da fotossíntese, de modo a converter a luz do Sol em energia! E mais: - que essa criatura é até capaz de produzir a sua própria energia, mesmo sem se alimentar! (FOTO: Nicholas E.Curtis/ Ray Martinez)

E uma das principiais coisas que eles negam é a existência dos chamados Discos Voadores, ou UFOs. Vejam a notícia acima: - Governo da Inglaterra libera oficial e publicamente os seus documentos secretos sobre os UFOs! Os Arquivos Nacionais daquele país recentemente (precisamente em fevereiro de 2010), colocaram à disposição do público tudo aquilo que o Governo Inglês mantinha durante décadas sob o mais absoluto sigilo relativamente à real existência do fenômeno, como também os resultados das investigações sobre os efeitos e as conseqüências das atividades desses objetos e os seus tripulantes no nosso mundo. Da mesma forma que o Governo da França e o próprio Governo do Brasil em ocasiões anteriores igualmente o fizeram!

"Discos Voadores - UFOs - O que os governos temem? Por que os governos das superpotências têm tanto receio de que a realidade dos UFOs seja conhecida da população?" - estampa a capa desse DVD. A resposta é simples: - MEDO DE ENCARAR A VERDADE! Aliás, o mesmo motivo pelo qual os negadores se comprazem em ridicularizar o assunto.

Como negar o testemunho altamente idôneo de militares de vários países, tal como essa afirmação feita por um Oficial da Força Aérea Chilena? Como negar o importante e sério trabalho de divulgação que fazem conceituadas revistas especializadas no tema - como, por exemplo, aqui no Brasil é o caso da Revista UFO?

Como, ainda, contestar a autoridade e a credibilidade de um The History Channel e de um Discovery Channel, por exemplo, os quais corajosamente resolvem enfrentar a vergonhosa política de silêncio e encobrimento que envolve o mistério dos UFOs, sempre trazendo à luz fatos e testemunhos igualmente idôneos? (IMAGEM: The Hystory Channel)

Como, então, negar testemunhos não menos idôneos e no entanto muito mais antigos, assim como esse acima mostrado, quando um artista dos mais remotos tempos históricos retratou aquilo que efetivamente viu? Isso obviamente não está na bibliografia convencional dos céticos, dos debochados e dos negadores, com as quais nos afrontam nas suas ácidas (e sem qualquer conhecimento de causa) ferinas críticas - sempre covardemente e nas sombras - onde quer que o nosso nome apareça. Não precisamos de tais bibliografias clássicas, uma vez que o nosso trabalho vai muito mais longe. E é claro que não nos damos ao trabalho de responder a tais maldosas críticas, cujo intuito é somente de desmoralizar. Seria pura perda de tempo contra-argumentar com tal tipo de gente. Pelo contrário, a nossa grande e maior resposta estará sempre nas páginas deste Site, somente destinado a pessoas inteligentes, esclarecidas, e dotadas de mentalidades abertas - exatamente como os nossos milhares de estimados Visitantes, DE TODAS AS PARTES DO MUNDO, que inclusive conosco colaboram nessa nossa busca da verdade. Aliás, somos também prestigiados por Historiadores, Cientistas, Físicos, Arqueólogos, Professores, Médicos, assim como tantos outros, os quais também nos apóiam e conosco valiosamente colaboram.

Esses ferinos detratores de sempre sorriem e debocham quanto à realidade oculta pelas antigas lendas. Para eles somente são válidos os tratados convencionais aos que ferrenhamente defendem e se apegam - mesmo que estes contenham inverdades históricas e científicas, como muitas outras meias-verdades e até deslavadas mentiras inteiras! Uma antiga lenda do Peru falava a respeito de NAYLAMP, um ser metade homem, metade deus, que, em tempos muito remotos e esquecidos, chegara DO MAR, com uma GRANDE FROTA DE BARCOS e os seus guerreiros, para fundar a Cultura Lambayeque.

A verdadeira História, aquela que eles suprimem, sempre nos provou que foi a partir do devido crédito às antigas lendas que as grandes descobertas arqueológicas se concretizaram. Nesse particular, as velhas tradições orais são sempre confirmadas pelas evidências arqueológicas. E no caso da descoberta da velha cultura Lambayeque tal situação não foi diferente:

Cerca de 100 Arqueólogos (com "A" maiúsculo), financiados pelo Governo Peruano, trouxeram à luz, em uma região de dunas esquecidas, chamada Chornancap a noroeste daquele país, as imponentes ruínas da civilização fundada por Naylamp, no interior das quais foi realmente encontrado um trono, possivelmente pertencente àquele lendário ser. Isso prova algo que o Realismo fantástico já vinha revelando há bastante tempo: - EXISTIU UMA DESCONHECIDA CIVILIZAÇÃO PRÉ-INCAICA, assim como também existiu uma desconhecida e muito evoluída civilização PROTO-EGÍPCIA - aliás há evidências de que igualmente existiram várias outras - as quais um dia qualquer serão também devidamente descobertas. Quanto à tradicional Civilização Inca, isto é, aquela que consta dos livros, ela somente diz respeito apenas há apenas uma poucas centenas de anos - contudo, essas ruínas são detentoras de uma antigüidade de 3 MIL ANOS!.....

.... Porém, muito mais antigo do que isso, e também na mesma região de Lambayeque, um outro templo cuja antigüidade foi avaliada em 4 MIL ANOS foi igualmente descoberto! (FOTO: National Geographic)

E todas essas culturas desconhecidas fundadas por seres que CHEGARAM DO MAR! Aliás, essa é uma insistente tradição perpetuada entre os povos das Américas do Sul e Central. "Chegaram do mar", advindos de ONDE? Evidentemente que se tratava de uma raça muito evoluída, migrando de algum outro lugar - muito possivelmente da perdida Atlântida, vítima de um violento cataclismo que a submergiu. Por sinal, esta é uma outra "lenda" que um dia qualquer igualmente provará se tratar de uma verdade absoluta. Todavia, por oportuno, observe com bastante atenção esse curioso sinal encontrado nas ruínas da misteriosa Civilização Lambayeque....

.... E comprove no correspondente negativo se acaso isso não se assemelharia em muito a um motor de propulsão marítima! Observe, principalmente, o nítido formato de uma hélice e a representação do empuxo!

E eis a imagem de uma rica tumba Lambayeque, contendo os restos mortais de um importante personagem dessa desconhecida cultura.

Acima, a imagem do famoso Disco de Nebra, um estranho artefato arqueológico, cuja origem remonta há 3600 anos, contendo complexos símbolos planetários..... (FOTO: © Liptak/Archlsa)

.... Cientistas (com "C" maiúsculo) constataram que sete pontos em ouro desse artefato representam a Constelação de Plêiades, com o Sol, a Lua, e as estrelas circundando a Terra, por sinal REDONDA. O Astrônomo (com "A" maiúsculo) Wolfhard Schlooser, da Universidade Ruhr, descobriu que, nesse artefato, os Pontos Cardeais Leste e Oeste foram intencionalmente trocados - EXATAMENTE como fazemos hoje nas modernas Cartas Estelares! - "Temos de acabar em definitivo com a imagem de que os homens pré-históricos eram ignorantes", declarou um dos perplexos cientistas (com "C" maiúsculo) que examinou o inusitado objeto - o que, aliás o Realismo Fantástico, sempre ridicularizado, já vinha afirmando há bastante tempo! (FOTO: © dpa)

Ainda restam muitas coisas a descobrir! No milenar Egito, por exemplo, a estimativa é que nem 30 por cento dos tesouros arqueológicos que ali restam soterrados foram descobertos. A História é verdadeiramente muito muita mais antiga e desconhecida do que possamos pensar! Uma equipe de Arqueólogos franceses trouxe à luz, nas proximidades do Cairo, as ruínas da tumba de uma rainha da VI Dinastia, até então desconhecida.... (FOTO: AFP)

.... Seu nome era Bahnu, e reinou no Egito há cerca de 2192 anos Antes de Cristo! E o seu sarcófago, com 2,6 metros de comprimento, foi encontrado no interior de uma pirâmide, igualmente desconhecida e soterrada. (FOTO: AFP)

Porém, muito antes disso, uma prodigiosa civilização desconhecida espalhou por toda a face da Terra as suas colossais mensagens voltadas para o céu! CIVILIZAÇÕES EVOLUÍDAS NO PASSADO! O Realismo fantástico, baseado em evidências e suspeitas muito fortes, há muitas décadas já vinha afirmando isso - algo que hoje provou ser uma fantástica realidade! Mediante a moderna tecnologia dos satélites, os tradicionais negadores e aqueles que sem qualquer conhecimento de causa ridicularizam e debocham, serão forçados a silenciar, uma vez que certas coisas somente agora reveladas jamais poderiam ser atribuídas à erosão ou a um mero capricho da Natureza. Veja, por exemplo, na imagem acima, a representação de um enorme animal que se assemelharia a um dragão.... (FOTO: © TerraMetrics/Google)

.... E comprove no seu correspondente negativo! Como negar isso? (FOTO: © TerraMetrics/Google)

"Erosão" - um artigo tão caro aos negadores, aos conformistas e aos malabaristas da verdade. Nessa foto, temos um exemplo típico de um dos estranhos monumentos deixados em toda a face da Terra por uma desconhecida (e perdida) cultura do nosso mais remoto passado. Observe à direita da foto.....

E comprove no detalhe ampliado: - olho, nariz, boca, numa face leonina. E isso postado no topo de uma alta montanha!

.... E essa civilização realmente possuía uma fantástica tecnologia que a possibilitava MOLDAR MONTANHAS INTEIRAS, NELAS DEIXANDO AS MARCAS DA SUA PASSAGEM! Pedra Manuela, em Mantena, Minas Gerais, Brasil. Dois enormes sentinelas espreitam na paisagem.... Da mesma forma ostentado os estranhos rostos de desconhecidos personagens que viajaram através do tempo através de muitos esquecidos milênios!

Pedra do Frade, em Macaé, Estado do Rio de Janeiro. Uma espécie de pássaro com rosto humano! Você seria capaz de atribuir tudo isso a uma simples "erosão"? (FOTO: CVB)

Há - E HOUVE - VIDA na vastidão do incomensurável Universo que nos cerca? Claro que SIM, algo que da mesma forma causa risos e deboches por parte dos céticos e dos modernos adeptos da "Terra plana". Todavia, quanto mais aumentam os nossos conhecimentos (algo que eles também repudiam, pois são avessos aos novos conhecimentos), mais essa se torna outra grande e inegável realidade. Vejam, na foto acima - tomada pelo módulo Opportunity, da NASA - um estranho artefato circular soterrado pelas areias marcianas.

Da mesma forma que antigas tecnologias existiram no nosso mais remoto passado? SIM - e quer "eles" queiram ou não! Deixemos, portanto, que eles esbravejem à vontade, pois as gritantes evidências existem, e indiscutivelmente nos provam isso! Acima, vemos a imagem de um desconhecido artefato, sob a guarda do Museu do Cairo e cuja idade remonta há muitos milhares de anos, encontrado em meio a ruínas egípcias. Esse estranho objeto, provou ter sido elaborado através de técnicas e equipamentos altamente sofisticados, e mediante um grau tão elevado de simetria que MESMO HOJE QUASE NÃO PODERÍAMOS ATINGIR! Como então um povo considerado "primitivo" pelos sábios, poderia ter elaborado tal coisa e mediante um tão elevado grau de perfeição? E com quais tipos de ferramentas e tecnologias? De onde, então, teria vindo isso?

A Terra não é o centro do Universo. Desde muito tempo essa absurda crença já foi eliminada. Pelo contrário, ela faz parte de um esquema muito maior - somente agora descoberto pela Ciência. Nosso Universo é apenas UM DELES, existem muitos outros Universos - Multi Universos, tais como "bolhas" que podem ser interpenetradas por uma civilização altamente evoluída, da mesma forma como atravessamos uma porta qualquer. Nossa Terra já foi visitada e até mesmo colonizada em tempos muito remotos e esquecidos. E não há qualquer ficção nisso, uma vez que hoje os verdadeiros Cientistas já admitem tal possibilidade - e as evidências nesse sentido não faltam. Tecnologia é tecnologia. Os céticos, sempre raciocinando em termos puramente terrestres, contestam a possibilidade de uma viagem espacial por parte de seres que habitam outros mundos, sempre brandindo aquela surrada tese de que: - "As distâncias siderais são tão incomensuráveis que, por isso, e mesmo viajando à velocidade da luz, qualquer civilização alienígena levaria milhões de anos para chegar à Terra".

Esses céticos pararam no tempo! HOJE, a nossa própria Ciência, a Física de Vanguarda, já descobriu que no espaço sideral existem verdadeiros atalhos que permitem encurtar o tempo, as distâncias e as dimensões do Universo . E mais: - que esses Wormholes, tais como portais de acesso, podem ser artificialmente criados! E - mais ainda - por civilizações que estejam à nossa frente por milhares, ou talvez milhões de anos em avanços tecnológicos, as quais certamente existem! Toda crítica sadia e construtiva será, pois, sempre bem-vinda - porém deboches, ironias e desafios NÃO! Portanto, os céticos, os debochados, os recalcados, e os despeitados (de quem, por sinal, não reconhecemos qualquer autoridade para contestar o nosso trabalho) - isto é, aqueles que nada criam e somente criticam, que, então procurem ler assuntos compatíveis com as suas mentalidades e opiniões, ou então sejam humildes, respeitem o trabalho alheio e procurem se informar e se atualizar antes de - e sem qualquer conhecimento de causa - maldosamente investir contra todos aqueles que procuram a verdade. Que saibam, então, entender uma grande lição que lhes escapa à vista e também à limitada compreensão: - AQUELES QUE ACENDEM UMA LUZ, SÃO OS PRIMEIROS A SER ILUMINADOS. AO PASSO QUE AQUELES QUE EXTINGUEM UMA CHAMA, SERÃO SEMPRE OS PRIMEIROS A MERGULHAR NAS TREVAS!

Fonte: http://www.dominiosfantasticos.xpg.com.br