Seguidores

domingo, 1 de novembro de 2009

DNA MITOCONDRIAL REVELA PRESENÇA DE ETs




Dolores Barrios ― No início dos anos 50, em Monte Palomar, Estados Unidos, realizou-se um dos primeiros grandes Congressos ufológicos de contatados. Algumas pessoas notaram uma mulher que julgaram ser "estranha" e pediram ao jornalista João Martins, que estava a trabalho para a revista O Cruzeiro, para tirar uma foto dessa mulher. O fotógrafo tirou a foto, mas com a luz desse flash ela se assustou e saiu rapidamente do local, entrando em um bosque próximo ao local do evento.

Muitos consideraram-na como sendo uma "extraterrestre" devido ao seu estranho comportamento e até algumas características físicas peculiares, mesmo curiosas, como podemos observar na foto. Observe você mesmo os detalhes do rosto desta bela mulher, como seus olhos, nariz e bochechas. Os olhos têm uma profundidade estranha...

Porém, o fato mais insólito foi que muitas pessoas viram uma nave sair desse bosque, deixando todos os presentes muito impressionados. Momentos depois, descobriram que essa extraterrestre havia estranhamente assinado o livro de visitas com o nome de Dolores Barrios. Será ela uma extraterrestre? A que veio? O que fazia num congresso em que participaram alguns dos mais conhecidos contatados da época, como George Adamski, o contatado dos venusianos???


ASKET ― Uma entidade feminina extraterrestre de Pleiades, supostamente envolvida na história de Eduard Meir. Asket vive em um universo paralelo ao nosso. Suas mensagens encorajaram Meier a explorar o mundo. Ela disse que ele foi escolhido para divulgar a verdade ao mundo e se tornar o mais inteligente do seu tempo. In ÁREA 51: DICIONÁRIO

EDUARD MEIR era um trabalhador suíço considerado excêntrico por causa de suas visitas inexplicáveis à floresta próxima de sua casa. No anos de 1970, tornou-se uma das figuras mais controversas da ufologia quando alegou ter tido contato com uma extrarrestre, ASKET, proveniente da constelação das Plêiades. In REAL X FILE

Os relatos de encontros sexuais entre humanos e alienígenas têm, em comum, justamente a aparição freqüente de seres que não se encaixam na descrição típica do extraterrestre. Estes ETs são mais semelhantes aos humanos e a pele e cabelo claros e luminosos são uma característica marcante. No caso abaixo, a loura extraterrestre volta a atacar mas, dessa vez, deixou uma pista: fios de cabelos no corpo da vítima...

O contato entre um australiano e uma mulher extraterrestre resultou na coleta involuntária de fios de cabelo que, submetidos a exame de DNA, revelou uma seqüência raríssima e completamente incomum em relação à população mundial de todas as etnias. O caso foi relatado em reportagem com o também australiano Bill Chalker e publicado em 1999 em uma edição do International UFO Reporter, jornal do Center for UFO Studies, de Chicago (USA).

Os fios de cabelo foram obtidos por Peter Khoury, nascido no Líbano em 1964 e residente na Aiustália desde 1973. Peter, que é casado, foi abordado sozinho, em casa, por duas mulheres que apareceram nuas sentadas em sua cama na manhã de 23 de julho de 1992. Ele estava dormindo quando subitamente sentiu uma presença e despertou deparando-se com as visitantes. As mulheres, embora bonitas, tinham uma aparência estranha, olhos muito grandes e ossos maxilares extremamente largos; Khoury achou que não eram exatamente "humanas".

Uma era loura e outra morena, com feições asiáticas. Seus cabelos chamaram a atenção. A loura, especialmente, tinha cabeleira irreal na textura e tonalidade. Perplexo, Khoury foi atacado e se defendeu, o que pareceu ter assustado as mulheres, que desapareceram. O homem sentiu incômodo no pênis e correu a examinar o órgão, onde encontrou os fios de cabelo louro e percebeu que tinha sido seviciado enquanto estava inconsciente, dormindo.

Esses fios foram cuidadosamente recolhidos e encaminhados para exame no Anomaly Physical Evidence Group. O resultado mostrou que a cor do cabelo era natural, sem tratamento químico e pertencia a um ser humano normal; não tinha correspondência com nenhuma etnia da Terra. Foram encontrados cinco marcas distintivas de DNA que foram comparadas com 10 mil amostras. Marcas semelhantes somente foram encontradas em quatro amostras. As quatro pertencem a chineses de cabelos pretos.


china
AS MÚMIAS DE TAKLAMAKAN

No fim dos anos de 1980, múmias de 3 mil a 4 mil anos, muito bem conservadas, foram encontradas no remoto deserto de Taklamakan. Essas múmias têm longos cabelos louro-avermelhados e feições européias. Não parecem ser ancestrais do povo chinês contemporâneo. Victor Mair, um especialista em cadáveres antigos comentou: "O DNA moderno e o DNA antigo mostram que Uighurs, Kakaks, Krygyzs, povos da Ásia Central são misturados com causasianos e asiáticos do leste."

Chamadas Tocharian Nordic Mummies, a primeira delas foi encontrada em 1989. Uma mulher branca, longos cabelos louros, preservada pela atmosfera seca do deserto. Juntodela havia um bebê, um menino de aproximadamente 1 ano.

IN MESHREP



Anunnaki e Múmias Chinesas


O DNA mitocondrial é uma herança genética que passa, exclusivamente, pela linha materna, da mãe. Foi através do exame deste DNA da mitocôndria os cientistas chegaram à conclusão de que os quatro chineses e loura do caso australiano partilham um ancestral. O caso remete à descoberta das múmias chinesas de Taklamakan, um desconcertante achado antropológico. As múmias com 3 mil anos de idade, de indivíduos louros e muito altos, foram encontradas no final dos anos de 1980 no deserto de Taklamakan.

O caso do australiano não o único do tipo. Outros casos de abuso sexual, com ou sem abdução têm sido registrados sem que autoridades governamentais ou cientistas acadêmicos se interessem pelo assunto. Os extraterrestres excepcionalmente louros, os "homens do espaço de tez luminosa" aparecem freqüentemente e também fazem lembrar a "Teoria da Colonização" por ETs chamados Anunnaki, na Terra.

Os Anunnaki são descritos como viajantes cósmicos que chegaram ao planeta Terra em remotíssima época, anterior às civilização mais antigas do Ocidente, Egito e Suméria. Eles teriam dado origem aos Impérios antigos e a uma raça de humanos híbridos, miscigenação de mamíferos hominídeos com os próprios Anunnaki. Os traços de sua herança genética podem ser rastreados nos dias atuais. A aparência dos Anunnaki corresponde aos relatos encontros com ETs e episódios de abdução seguida de abuso sexual: louros, altos de olhos claros, os Anunnaki são, inclusive, relacionados aos gigantes mitológicos que figuram nas lendas dos mais diferentes povos.

FONTES
Scientists assess DNA Hair sample from Human being apparently not from Earth
THE CANADIAN acessado em 28/02/2007
Caso Dolores Barrios
GNOSIS ONLINE acessado em 28/02/2007
The Taklamakan Mummies(Tocharian mummies)
IMAGES: MESHREP acessado em 28/02/2007

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ADICIONE SEU COMENTÁRIO AQUI