Seguidores

domingo, 11 de outubro de 2009

OS GUARDIÃES DOS SECRETOS PORTAIS



"Urge inaugurar um "Ano Arqueológico FANTÁSTICO"! Nesse ano, os arqueólogos, físicos, químicos, geólogos, metalúrgicos e todos os representantes de todos os ramos correspondentes da ciência devem se ocupar de um só problema, que é o seguinte: Receberam nossos ancestrais visitas do espaço cósmico?"

(Erich Von Däniken)

A ilustração acima nos mostra o momento em que o postulante ao Grau de Aprendiz da Maçonaria, cruza pela primeira vez o Umbral que o conduzirá das trevas do mundo material em que se encontra para a Luz do Conhecimento e da Verdade. Com os olhos vendados, ele é guiado pelo Guardião do Portal, cuja mão simbolicamente enluvada bate tradicionalmente à porta, através da qual será admitido ao Templo e passará pelas demais provas que atestarão o seu merecimento e a sua firme determinação. Na situação de um postulante assim também está a nossa humanidade, com os olhos vendados e às cegas, desde muito tempo iludida pelos falsos dogmas, pelas mentiras mais diversas e deslavadas, como também pelas meias-verdades e as contraverdades que lhe toldam a mente e obscurecem a necessária percepção- tanto na História, quanto na Ciência, na política e assim por diante.

Anúbis, o magnético e poderoso deus-chacal do Antigo Egito, era, por excelência, não somente o guardião da necrópole como também "aquele que guarda as chaves dos Portais Secretos e conhece os caminhos". Desde aqueles remotos tempos, os egícpcios sabiam que TODO o nosso planeta é, de fato, percorrido por uma imensa rede de túneis e galerias subterrâneas - originários de tempos remotíssimos e esquecidos, obras fantásticas de uma avançadíssima civilização tecnológica que se perdeu no tempo. E não se trata de uma simples lenda, tal como afirmam os espíritos fracos e os conformistas - sempre avessos à divulgação do conhecimento. Muito embora certos setores obscuros impeçam a necessária divulgação, quer eles queiram ou não, as evidências existem e se tornam cada vez mais surpreendentes!

Eis um exemplo típico: o nome dessa localidade peruana, situada na Cordilheira dos Andes e assinalada acima pela linha azulada, é Otusco. E foi precisamente nela que em 1971 uma equipe da conceituada revista alemã Bild Der Wissenschaft ("Imagem da Ciência") efetuou uma das mais sensacionais expedições aqueológicas que se conhece:

Equipada com os mais modernos apetrechos, tais como guinchos elétricos, máscaras e equipamento de oxigênio, além de potentes fontes de iluminação, os espeleólogos e os repórteres daquela revista penetraram um uma rede de galerias situadas a 62 metros ABAIXO da superfície, composta por VÁRIOS NÍVEIS DE ANDARES, ao final das quais defrontou-se com enormes portais - talhados na rocha bruta e medindo 8 metros de altura (o equivalente a um dos nosso prédios de 3 andares) por 5 metros de largura! Os seis portais encontrados eram no entanto tão fáceis de ser abertos por uns poucos homens, uma vez que..... ESTAVAM ASSENTADOS SOBRE GRANDES ESFERAS DE PEDRA QUE SERVIAM COMO ROLAMENTOS!!! Por sua vez, atrás desses seis misteriosos portais começavam vastas redes de túneis - segundo a revista "de fazer inveja à engenharia moderna" - cujos pisos em declive de 14 graus eram revestidos de sofisticadas placas de rocha granuladas com nervuras, de modo a torná-los ANTIDERRAPANTES! Esses portentosos túneis prolongavam-se por cerca de 105 QUILÔMETROS e rumavam na direção do Oceano Pacífico, nele tornando-se SUBMARINOS ao mergulharem frente à Ilha Guanape por uma profundidade de 25 metros ABAIXO DO SEU NÍVEL!

Em suma: uma espantosa obra de engenharia tão antiga quanto a noite dos tempos, que ninguém sabe exatamente quem edificou, onde termina e para quê exatamente servia.... Ainda impossível de ser imitada por nós e que até mesmo pode ser considerada muito melhor do que as nossas modernas obras! Nesse fantástico túnel (cuja configuração seria semelhante ao da foto acima) que se prolonga indefinidamente POR BAIXO DO OCEANO, os perplexos exploradores decidiram não continuar, pois ficaram temerosos com o ruído assustador que o mar produzia, bem acima da suas cabeças, e também devido à escassez cada vez maior do vital oxigênio.

Otusco se situa a uma altitude de cerca de 6763 metros acima do nível do mar e a equipe exploratória da revista alemã não se dirigiu para lá aleatoriamente, tendo se baseado em um antigo relato dos conquistadores espanhóis liderados por Francisco Pizarro que precisamente lá nos Andes Peruanos encontraram tais cavernas, ou portais, lacrados por enormes blocos rochosos, as quais não se deram ao trabalho de explorar pois estavam muito mais interessados em saquear os tesouros dos Incas. E note-se que nessa entrada para o fantástico túnel de Otusco existe a imagem de um enorme rosto - apenas a imagem de um outro milenar "guardião dos secretos portais"!

Veja-o com maior nitidez e surpreenda-se! E isso não nos faria lembrar do intrigante e também colossal rosto de granito, postado no topo da Pedra da Gávea, no Rio de Janeiro? Pois é, não existem meios-termos: onde há o "guardião" há forçosamente algo muito importante a ser guardado!

Há, verdadeiramente, profundos mistérios lá por cima de Otusco! Em alguns pontos, as rochas apresentam surpreendentes e além de tudo estranhos orifícios - como se tivessem sido feitos por intermédio de potentes máquinas perfuratrizes!

Por falar nisso, e também para refrescar a sua memória, reveja as espantosas fotos que mostramos na nossa página anterior, mostrando nada menos que uma desconhecida MÁQUINA originária dos chamados "tempos pré-históricos", trazida à superfície por autoridades do Governo Americano. Junto a esta foram encontradas outras cinco, de natureza semelhante. Teriam sido antigas perfuratrizes, utilizadas, quem sabe, para abrir esses intrigantes túneis subterrâneos que se estendem por todo o subsolo e também pelos oceanos do nosso planeta?

Os céticos argumentam com a mais fina ironia que "se existiram evoluídas civilizações no nosso remoto passado, seus artefatos tecnológicos deveriam ser encontrados". O tempo, realmente, consome quase tudo, porém NEM TUDO. E será precisamente atrás desses "secretos portais", espalhados pelo mundo inteiro, que iremos encontrar as páginas que faltam, ou foram suprimidas, nos nossos livros de História. Mas.... Essas entradas para o desconhecido têm sido encontradas, assim como certas coisas espantosas que ciosamente guardam através dos milênios sem conta e esquecidos! Só que certos setores contrariados, as verdadeiras centrais de contraverdade, não divulgam e ainda por cima criminosamente abafam tais estonteantes descobertas que abririam imensas portas de conhecimento e iluminação para a nossa humanidade. Nessa antiga foto, precisamente datada de 8 de abril de 1950, militares e policiais norte-americanos examinam um desconhecido objeto metálico - semelhante a um rotor - que foi trazido à superfície em Horsehad, Estado de Nova Iorque. Seu destino posterior é ignorado! A qual espécie de extemporânea máquina teria ele pertencido?

E as entradas para estes fantástico labirintos subterrâneos estão mesmo espalhadas pelos quatro cantos do mundo. Na foto, várias delas recentemente descobertas em Luxor, Egito e oficialmente classificadas como "tumbas", talvez para afastar a curiosidade sobre tão intrigante achado.

Peru, Bolívia, Chile, México, Brasil, enfim não só as três Américas, como também Tibet, Egito e todo o Oriente deste planeta, estão repletos desses misteriosos e bastante antigos portais que levam às esquecidas regiões subterrâneas dos nossos mais remotos e desconhecidos ancestrais! E onde talvez se encontrem - assim como nos diz a Tradição - verdadeiras "Cápsulas do Tempo" deixadas para as gerações futuras, as quais nos ensinariam uma verdade que insistimos em ignorar: - TUDO, até mesmo as mais prodigiosas civilizações, possuem e deverão cumprir o ciclo imutável que forçosamente afeta todas as coisas: nascer, crescer, evoluir...... E por vezes também involuir e assim lamentavelmente morrer!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

ADICIONE SEU COMENTÁRIO AQUI