Seguidores

domingo, 11 de outubro de 2009

OS GUARDIÃES DOS SECRETOS PORTAIS - II


"Nenhuma especulação, nenhum saber jamais afirmou a equivalência entre o que se faz e o que se desfaz, entre uma planta que nasce, floresce e morre, e uma planta que ressuscita, rejuvenesce e retorna para sua semente primitva; entre um homem que amadurece e aprende e um homem que se torna progressivamente criança, depois embrião e depois célula"

(Isabelle Stengers - Entre les Temps et L'eternité)

As Américas do Sul e Central são, porém, as campeoníssimas dos túneis e das suas respectivas galerias subterrâneas, oficialmente atribuída aos Maias e aos Incas - contudo infinitamente muito mais antigos do que aquelas culturas. Até mesmo porque elas não dispunham de máquinas ou sequer explosivos para produzir tais fantásticas obras de engenharia, talvez ainda hoje impossíveis de serem imitadas pela nossa moderna civilização tecnológica!

Como de fato, Tikal - na Guatemala - é um exemplo assombroso e típico disso que, com pleno conhecimento de causa, estamos afirmando: recentemente a tecnologia do Radar de Penetração Subterrânea (SIRA) revelou aos atônitos cientistas que essas galerias subterrâneas que principiam por baixo dos majestosos complexos de templos em Tikal, se estendem por mais de 800 (oitocentos!) quilômetros e atravessam o país de uma ponta à outra!

E junto a essas entradas de Tikal existem estranhas imagens - tais como esse monumento rochoso retratando o grande rosto de uma bizarra criatura. É o insistente simbolismo do "guardião", sempre presente nesses misteriosos locais!

Loltun, em Yucatán, México, também tem uma fantástica rede de túneis subterrâneos ainda inexplorados e que se estendem indefinidamente pelo território daquele país!

E bem junto a essas entradas de Loltun há também curiosas imagens (sempre o simbolismo do "guardião"!), representando curiosas criaturas que jamais pertenceram à civilização Maia. Que estranha raça teria sido essa?

E dentro das suas imensas cavernas - como todas as demais ARTIFICIALMENTE escavadas - há nos subterrâneos de Loltun inúmeros símbolos e sinais desconhecidos!

E também no território mexicano, precisamente em Choula, as portentosas pirâmides escondem por baixo de si outras intrigantes surpresas. As pirâmides, aliás, sempre foram colocadas sobre tais acessos como uma espécie de marco, talvez para escondê-los ou, muito mais possivelmente, se tratando de uma forma de reverenciar os construtores - precisamente aqueles que foram considerados os "deuses" dos seus remotos ancestrais!

E é também por baixo da colossal pirâmide de Choula que igualmente existe uma vasta rede de túneis que se dirigem profundamente ao subsolo! Para onde eles se dirigem é um denso e atordoante mistério!

Todo o nosso planeta está realmente entrecortado por esse verdadeiramente insólito (e além de tudo extemporâneo) "metrô", obra de uma fantástica e muito evoluída civilização tecnológica. Na foto, você vê outra vasta e milenar rede subterrânea, a qual por sua vez estende por todo o subsolo da Turquia!

Esta outra antiga foto é supostamente atribuída a uma dessas velhas galerias, presentes no subsolo terrestre e sempre interligadas aos tais túneis. Sua exata localização é desconhecida, mas a imagem não deixa de ser surpreendente!

Contudo, apesar de "oficialmente" não terem sido encontrados restos humanos nessas imensas redes de túneis e galerias, os quais eventualmente poderiam identificar os seus misteriosos construtores, vez por outra surgem alguns indícios: o estranho crânio mostrado na foto acima teria sido encontrado no interior de um desses túneis subterrâneos!

E os intrigantes indícios também freqüentemente surgem, aqui ou ali, e alguns felizmente conseguem escapar das sempre eficiente censura oficial, e notadamente da vergonhosa cortina de silêncio que impede a divulgação desses embaraçosos prodígios do remoto passado! Acima, você vê um pedaço de rocha contendo não só a imagem de uma estranho personagem alado, como também diversos caracteres alfabéticos associados a curiosos símbolos, até hoje indecifrados! E não é mesmo surpreendente que em plena época que costumam chamar de "pré-história" os construtores desses túneis conhecessem a escrita alfabética e ainda por cima tivessem utilizado MÁQUINAS para perfurar todo o subsolo deste planeta? Mas QUEM exatamente teria operado tais prodígios naqueles recuados tempos? Quem sabe sobreviventes do cataclismo que vitimou os continentes da Lemúria e da Atlântida? Bem provável! Por sinal, é exatamente isso o que dizem as lendas e as mais remotas tradições de quase todos os povos da antigüidade conhecida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ADICIONE SEU COMENTÁRIO AQUI