Seguidores

domingo, 18 de outubro de 2009

O ALIEN ANÃO DOS MONTES URAIS II



tradução: Caroline Beck
In Mysterious dwarfish alien brutally murdered in Russia's remote village

LINKS RELACIONADOS
Alioshenka: O Alien Anão dos Montes Urais I

As Crianças Verdes de Woolpit/Los Banjos


LINKS RELACIONADOS
Alioshenka: O Alien Anão dos Montes Urais I

As Crianças Verdes de Woolpit/Los Banjos

Pesquisadores que inspecionaram minuciosamente o caso de Alionshenka, O Alien teriam chegado a uma conclusão sensacional: a misteriosa criatura não teria morrido de frio, como foi pensado anteriormente. Eles acreditam que o suposto alien foi assassinado! Leia a primeira parte do artigo sobre o Alien Russo aqui. "Ele não morreu de causas naturais” ― disse Vadim Chernobrov um coordenador junto ao Centro de Pesquisas Kosmopoisk.

"Nós descobrimos que o crânio dele foi fraturado", acrescentou Chernobrov. O misterioso duende foi encontrado perto da cidade de Kyshtym da região Chelyabinsk. Stanislav Samoshkin, médico legista que fez a autópsia no corpo do anão no hospital local, foi o primeiro que afirmou que a criatura não era um ser humano: "O crânio humano é constituído de seis ossos. O crânio da criatura era constituído de quatro ossos", falou Samoshkin.

Pesquisadores russos e estrangeiros tentam esclarecer o mistério do Uralian Alien há onze anos. A história parece um romance de detetive. O corpo da pequena criatura, segundo o povo, foi roubado. A testemunha chave do caso era uma senhora que o batizou o Duende de Alioshenka e que morreu repentinamente.



Mal Entendido...

O corpo morto de Alioshenka desapareceu. O investigador que cuidou do caso, major Vladimir Bendlin, disse que o corpo foi levado por criminosos; que sumiram com ele. "Eles se apresentaram como ufologistas. Eu estava certo que eles eram cientistas sérios, nunca me ocorreu que poderiam ser impostores".

Um grupo de TV do Japão estava filmando um documentário em Kyshtym sobre o alien. Os japoneses tentaram comprar os restos mortais do alien porém suas tentativas terminaram falhando devido a má interpretação das palavras do produtor que acompanhava a equipe, Deguchi Masao. Masao disse que a produção poderia pagar entre 200 e mil dólares por informações quentes ou pelo corpo do alien. Os jornalistas locais entenderam 200 mil! A informação errada foi divulgada por vários jornais. A produção foi procurada mas como os japoneses não tinham a soma anunciada, tiveram que contradizer o anúncio. O negócio fracassou e o "dono da múmia" sumiu.



Corpo Desaparecido

Felizmente, a policia local filmou o corpo do pequeno alien antes do "roubo". O major Bendlin conseguiu também o testemunho de algumas pessoas que tinham visto o alien quando ele ainda estava vivo. O duende foi achado na vila Kaolinovy por Tamara Prosvirina. Ela falou para seus vizinhos que tinha achado um "lindo menino chamado Alioshenka". Os vizinhos acreditaram que Ela estava delirando. O ponto é que previamente Tamara já tinha passado por um tratamento psiquiátrico.

Os vizinhos chamaram a ambulância e a levaram para o hospital. Um dos paramédico descreveu o objeto vivendo na cama no apartamento como "um gato embalado em trapos". Enquanto Tamara ficava no hospital seus parentes alugaram seu apartamento para Vladimir Nurtdinov. Ele encontrou o corpo, do tamanho de um gato, quando limpava o apartamento."Eu ia jogar aquilo fora como se fosse um lixo comum mas realmente parecia um alien. No final, o coloquei no teto da garagem.

Segundo Nortinov, o Sol queimou e ressecou ao máximo o corpo de Alioshenka. Então Nurtinov escondeu o corpo na garagem. Mais tarde ele foi pego pela polícia sob a acusação de estar roubando fios elétricos. Ele falou à polícia do objeto estranho escondido na garagem. Abaixo um depoimento da cunhada de Tamara que afirma ter visto Alioshenka vivo:

Eu costumava visitar minha sogra duas vezes por semana. Ela estava vivendo por conta própria. Um dia eu comprei comida para como fazia sempre. Eu estava indo embora quando ela me falou: Nós podemos dar um pouco de comida para o bebê também. Então ela me mostrou a cama. Cheguei mais perto e vi.

Ele estava no topo da cama, guinchando alguns sons engraçados. Sua boca parecia com um pequeno tubo com um minúscula língua vermelha se movendo. Tinha dois dentes manchados dentro. De algum modo, ele parecia um pequeno bebê. Sua cabeça era marrom e seu corpo cinza. Não tinha pálpebras e também não tinha nenhum órgão genital. Sua cabeça parecia com uma cebola. As pupilas em seus olhos eram selvagens como as e um gato, iluminadas no escuro. Os dedos das mãos eram longos. Eu perguntei para minha sogra de onde ela tinha tirado aquele monstro. Ela disse que o tinha encontradona floresta. Chamava-o de Alioshenka e dava-lhe doces que a criatura chupava avidamente. Para mim, parecia algum tipo de animal.

Pesquisadores acreditam no depoimento da cunhada de Tamara porque ela vem repetindo palavra por palavra sem acrescentar nenhum detalhe novo. Tamara morreu em um acidente de carro em 1999. Ela foi atropelada dias antes da equipe de pesquisadores de Moscou chegar. Eles ligaram para seus parentes logo depois de ter ocorrido a fatalidade. O acadêmico Mark Milkhiker colocou Prosvirina em estado de hipnose, um método usado para ajudar pacientes a relembrar informações apagadas no subconsciente. Os parentes de Prosvirina confessaram que a morte dela não foi um acidente. "Você dificilmente vê um carro cruzando essa cidade durante o dia. De onde veio aquele carro então?" ― pergunta a cunhada de Tamara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ADICIONE SEU COMENTÁRIO AQUI