Seguidores

domingo, 11 de outubro de 2009

ELEMENTO 115


" Ah! Se nossa visão fosse bastante aguçada para descobrir nos lugares onde vemos apenas pontos brilhantes contra o fundo escuro do céu, se pudéssemos ver sóis resplandecentes que giram no espaço, e os mundos habitados que os acompanham em sua caminhada, se nos fosse dado abranger em um golpe de vista geral essas miríades de sistemas ígneos: e se, caminhando com a velocidade da luz, pudéssemos seguir através dos séculos, esse número ilimitado de sóis e esferas, sem jamais encontrar um limite para essa prodigiosa imensidade, onde Deus cria mundos e seres; olhando para trás, mas sem poder localizar esses grão de poeira chamado Terra, pararíamos fascinados e confusos por esses espetáculo, e unindo a nossa voz ao concerto da Natureza Universal, diríamos das profundezas da nossa alma: - Deus Todo Poderoso! Como fomos insensatos ao acreditar que não havia nada mais além da Terra, e que só a nossa morada tinha o privilégio de refletir Tua grandeza e poder!"

(Camille Flammarion - cientista e astrônomo francês)

Não se pode negar a realidade dos UFOs. A imagem acima se trata de uma foto tomada de bordo da Nave Espacial Colúmbia, da NASA, mostrando um Objeto Voador Não-identificado (ao qual deram o codinome de "Tiger" - "Tigre") ostensivamente seguindo o módulo tripulado norte-americano. Mais uma vez, estamos diante das sutilezas da NASA: o tigre é um animal predador e sorrateiro, cuja característica principal é justamente espreitar as suas vítimas antes de desferir o seu bote mortal.

Aqui, vemos uma foto bastante explícita de um UFO em pleno deslocamento, tomada pelo módulo de exploração solar SOHO.

E este outro estava sobre a superfície da Lua, espreitando um módulo tripulado da NASA. O negativo, à direita, comprova que se trata mesmo de um UFO!

E tanto no espaço sideral quanto aqui mesmo na nossa atmosfera, essas fantásticas máquinas voadoras estão sempre presentes. Este enorme UFO foi fotografado em British Columbia. Comprove a semelhança de seu formato com os outros que circulam no espaço sideral.

Mais uma outra nítida e além de tudo inquestionável evidência.

Sim, quer queiram ou não os detratores da verdade e os céticos, coisas bastante estranhas, situadas para muito além da nossa limitada compreensão, circulam intensamente pelos nossos céus.....

...... E tocam o nosso chão! Recentemente, em Torino, Itália, o pouso de um UFO deixou estampada no solo essa estranha marca.....

...... Uma força tão violenta e desconhecida que literalmente chegou a torcer e esmagar a vegetação!

Há inegáveis sinais deixados no nosso mundo, estranhas mensagens voltadas para o céu. Vale a pena rever este gigantesco e inusitado simbolismo gravado no intrigante Planalto de Nazca, Peru.....

..... Aqui visto na sua vertical. Isso decididamente não é coisa deste mundo! Jamais as antigas civilizações conhecidas teriam tecnologia suficiente para tanto. Isso foi feito "do alto" e para ser visto "do alto"!

Por outro lado, certos museus como também algumas entidades científicas de renome, vergonhosamente escondem do grande público as incontestáveis provas de que seres estranhos e totalmente divergentes dos tradicionais padrões humanos estiveram presentes na face da Terra há muitos séculos, ou talvez milênios, atrás. Não dá para esconder o óbvio. (FOTO: © light1998)

Há mesmo provas de que os nossos tratados convencionais de História precisam ser urgentemente revistos. Deve-se ter a necessária humildade de reconhecer que no nosso recuado passado outras avançadas civilizações nos precederam. Na foto, uma bizarra curiosidade moldada nas rochas do chamado Vale das Superstições, EUA. Um nítido perfil de um desconhecido personagem! Comprove no negativo, à direita.

Porém, isto não é tudo. Veja outro espantoso perfil que ornamenta as altas montanhas do Vale das Superstições.

Antigos, antigos "deuses" - tão reverenciados pelos nossos antepassados! E as suas marcas estão mesmo perenemente retratadas nos mais diversos países do globo. Estamos agora no Brasil, precisamente no misterioso litoral da Cidade do Rio de Janeiro, Brasil. O local é conhecido como Ilha Grande, arquipélago situado na zona Oeste da cidade, para além da intrigante Pedra da Gávea. Ao longe quase na extremidade direita, vemos um outro estranho monumento rochoso.....

..... Popularmente conhecido como "O Pico do Papagaio". Mas seria mesmo um "papagaio" aquilo que ali foi esculpido - em toda a extensão do mais alto pico da ilha e não se sabe por quem - precisamente voltado para o mar ?.....

...... Claro que não! Nunca foi um simples "papagaio", mas, sim, uma perfeita representação do antigo deus-falcão egípcio Hórus - uma alegoria (assim como todos os demais deuses egípcios) para representar verdades históricas e reverenciar um ser que, de certa forma, "podia voar"! Sim, o dom de voar ilimitadamente. Este é o imenso segredo dos antigos deuses e astronautas. Um mistério que poderia ter um outro nome: Elemento 115 - o fantástico segredo da propulsão dos OVNI.....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ADICIONE SEU COMENTÁRIO AQUI