Seguidores

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Para pensarmos um pouquinho

"..... O princípio científico básico é: você não forma uma opinião até que tenha uma evidência, e toda evidência não é perceptível! Mas o ônus da prova está nelas....."

(Carl Sagan)

FOM, FOM! Trânsito impedido! De QUEM você acha que seria a preferência nesse hipotético cruzamento? De acordo com normas internacionais, a preferência nos cruzamentos sem sinalização (e muito principalmente NESSE caso) será sempre do veículo que vem à direita. Pois é! E lá na Lua será sempre um péssimo negócio tentar discutir com o outro "motorista"! E veja agora, em mais uma foto "proibida", um astronauta da Missão Apollo-17 bisbilhotando uma outra estranha e muito marota "rocha" - a qual, para nós, não passa de mais uma UMA MÁQUINA ALIENÍGENA fossilizada e danificada - ou, quem sabe, desativada na face da Lua! E repare que "rocha" mais marota teria sido mesmo essa: parece ter duas janelas frontais e ainda tem uma espécie de páralama dianteiro! E veja só que detalhe mais sutil: é a única coisa que sobressai em meio a uma paisagem totalmente árida!

A NASA é mesmo ainda mais sutil. Seus astronautas, como sempre e "como quem não quer nada", fotografaram no intrigante solo da Lua a existência de estranhos destroços cuja origem decididamente não era terrestre!

E aqui mais uma foto "maldita" da NASA, que bem poderia parodiar o título do filme "Corra que a Polícia vem aí". O quê evidentemente se consegue ver são dois Astronautas, ao que parece em fuga, perseguidos por uma forte e muito intensa luminosidade circular. Estranho, não? Sim, claro. Há, porém, algo muito mais estranho nessa imagem. Fixe o olhar bem à direita deles e.....

Conseguirá ver os contornos de uma estranha criatura que decididamente jamais foi uma Astronauta da NASA, mas, sim, um nítido ALIEN humanóide!!! Note-se o volume do seu crânio, bem como os seus membros extremamente longos e finos. Algo bizarro, extremamente bizarro, mas que, e sem qualquer dúvida, faz muito sentido:

Neil Armstrong, um dos primeiros astronautas americanos a pisar no solo da Lua após o pouso da nave Apollo-11 em 21 de julho de 1969, revelou o encontro deles com naves alienígenas durante aquela ocasião. Mais fantásticas ainda foram as suas declarações a um professor que particularmente o entrevistou durante um simpósio da NASA (grifos nossos):

Professor: - O que realmente aconteceu lá fora com a Apollo-11?

Armstrong: - Foi incrível, é claro, claro que sabíamos que havia essa possibilidade, o fato é que NÓS FOMOS ADVERTIDOS (pelos aliens. E aqui Armstrong usou uma sutil expressão inglesa que também pode significar "Fomos postos para fora").

Professor: - O que você quis dizer com "advertidos"?

Armstrong: - Não posso entrar em detalhes, a não ser dizer que sua naves eram infinitamente superiores às nossas, tanto em tamanho quanto em tecnologia. Rapaz, elas eram enormes .... e AMEAÇADORAS! Não, não há dúvida quanto à existência de uma estação espacial (alienígena).

Armstrong também asseverou que a sua história era verdadeira, porém se recusou a entrar em maiores detalhes pelo fato de a CIA (Agência Central de Inteligência do Governo Americano) estar por trás do acobertamento desse fato. Estranho? Sim, mas um homem desses jamais poderia estar pilheriando. E não é mesmo verdade que os EUA abandonaram súbita e inexplicavelmente os seus vôos para a Lua? POR QUE?

Sem dúvida! "Elas eram enormes e ameaçadoras", assim como descreveu Armstrong. Até hoje ninguém conseguiu explicar a estranha luminescência circular que surgiu nessa foto, bem acima desse astronauta da NASA. É claro que se trata de um UFO. Uma ameaça direta e intimidadora! E será que você notou que a cadeira, bem à frente do astronauta, parece estar se desintegrando, como se estivesse sendo atacada?

Reveja na correspondente ampliação do detalhe. Note-se que o astronauta parece perplexo com o que acontecia e se dirigia em direção à cadeira que, por sua vez, parece estar pegando.... Fogo! Mas não há oxigênio na Lua para que o fogo possa se manifestar. Logo, foi mesmo o efeito de uma arma desconhecida. O que, certamente, não deixa de ser um "argumento" extremamente irresistível!

E o negativo dessa cena insólita dirime quaisquer dúvidas. Note-se, também, que a estranha luminescência encobria o astronauta. E é, pois, muito evidente que o outro astronauta, o que tomou essa foto, também tenha fotografado aquilo que os atacava desde cima. Logicamente, jamais veremos a seqüência desse inusitado episódio.

E viva o Photoshop!!! Segundo Armstrong, o encobrimento oficial dos EUA quanto à presença dos aliens na Lua visava a "impedir o pânico na Terra". O fato é que essa presença é mesmo real e sobretudo inquietante. A NASA é (conjuntamente com órgãos governamentais) também acusada de "apagar" nas suas fotos alguns detalhes mais reveladores quanto à existência dessas bases alienígenas no nosso satélite. Examinado-se alguns curiosos detalhes de algumas fotos, podemos notar que haveria muita veracidade nessa grave acusação. Observe, por exemplo, que a área assinalada pelo círculo teve ostensivamente apagada uma imagem talvez muito, muito embaraçosa e difícil de explicar......

..... Reveja em maior aproximação.

E não deixe de ver essa outra aqui. E muito principalmente AQUILO que está pousado no muito intrigante solo lunar, bem ao lado da elipse.....

..... Evidentemente uma nave alienígena - em outras palavras, e para sermos claros e diretos, um UFO mesmo!

E assim como a zelosa mãe da infame piada lá do início dessa página, a qual se recusava a admitir que a sua filha estava "ligeiramente grávida", tudo fazendo então para abafar aquilo que não poderia ser abafado, não se pode enganar a tantos a não ser por um curto período de tempo - tal como um eclipse, cuja duração pode encobrir algo muito evidente, porém terá sempre e invariavelmente um caráter efêmero. Veja mais uma sutil "queima de arquivos" na foto acima.

Gato escondido com o rabo de fora! Ah é? Pois nós também gostamos de usar o Photoshop de vez em quando. Colocamos o insólito detalhe da foto anterior em negativo e o realçamos com o stretch detail. Et voilá!

E essa outra imagem aqui, então, é simplesmente primorosa! Dois imensos obeliscos, ou quem sabe duas enormes TORRES alienígenas, foram sutilmente apagados dessa cena!

E que tal ISSO - por sua vez situado na Cratera Clementine?

"ALGUÉM MAIS ESTÁ NA LUA" - é o título desse livro de autoria do notável pesquisador George Leonard, o qual, examinando minuciosamente as fotos da NASA tomadas por sobre a superfície da Lua, descobriu coisas ainda mais intrigantes e que dizem respeito a existência de várias bases, como também de febris atividades alienígenas no solo do nosso (?) satélite! É claro que ALGUÉM mais está na Lua. E não adianta mais esconderem isso, as evidências são gritantes em demasia. Mas QUEM exatamente estaria operando no solo da Lua? De nossa parte, examinando, porém, com muita atenção mais uma das sutilíssimas fotos da NASA, parece que finalmente encontramos a resposta, a qual, aliás, não nos surpreende muito:

Eis a foto que encontramos. Examine-a com bastante atenção e veja se concorda conosco. Bem no centro da extremidade direita, o quê consegue ver?.......

.... "ELES" mesmos! Os aliens humanóides da tipologia gray, a mesma "praga" que desde muito assola o nosso planeta com os seus UFOs, os seus seqüestros, as suas horrendas mutilações, as mortes brutais - além das famigeradas experiências genéticas!

E aqui temos uma outra face de alien, na qual foi utilizada a "sensacional" técnica made in NASA "vou desfocar para você não perceber". E logo abaixo dessa face ainda parece existir uma espécie de trilha, ou quem sabe uma longa estrada. Não deixa mesmo de ser uma advertência, já que essas bizarras imagens voltadas para o espaço parecem ser uma espécie de sinistros (e além de tudo muito ameaçadores e eficientes) outdoors, assim como que muito cínica e insolentemente a dizer-nos - "CAIAM FORA PORQUE ISSO AQUI JÁ TEM DONO!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ADICIONE SEU COMENTÁRIO AQUI